Mudar de vida é um assunto controverso. Embora muitos queiram essa mudança, é comum ver pessoas que têm medo de começar, ou que receiam como uma mudança radical pode mudar a suas vidas.

Entretanto, mudar faz parte do ser humano. É um processo importante para o nosso crescimento pessoal e profissional, além de trazer experiências novas à nossas vidas. Ele não acontece do nada, de uma hora para outra, é um caminho longo que deve ser percorrido passo a passo.

E dar esse primeiro passo é a resposta para acabar com a maioria dos medos relacionados à mudança. Você deve pensar grande e começar pequeno. É assim que os objetivos são alcançados: etapa a etapa, meta a meta. Portanto, não há porque temer uma mudança brusca na sua vida ou achar que conquistar algo grande é impossível.

Quem já quis emagrecer sabe bem do que estou falando. Quando se pede ajuda para perder 10 quilos, por exemplo, seu médico ou nutricionista irá estabelecer metas mensais, mudar seus hábitos alimentares e introduzir exercícios físicos na sua rotina. Essa mudança não acontece do dia para noite, ela é um processo de aprendizado, disciplina e autocontrole. Geralmente, quem opta por “dietas milagrosas” como atalhos para o seu objetivo, ou abrem mão da saúde ou voltam ao ponto em que estavam antes rapidamente.

Com os outros aspectos da nossa vida é a mesma coisa. Um exemplo muito comum é a mudança de emprego. Se você quer mudar de área ou crescer profissionalmente, você começa fazendo um curso de especialização, criando networking, desenvolvendo novas habilidades, etc. Essas atitudes te deixarão mais próximo do seu destino, que é o emprego dos sonhos.

Em todos os casos, é o primeiro passo que define o qual será o seu futuro, se você fará as mudanças do jeito certo ou não. Todas as mudanças grandes começam com atitudes pequenas, dia a dia, meta a meta. Sua mudança de vida depende somente da forma como você planeja e é fiel àquilo que estabeleceu no inicio, quando definiu seu calendário de atitudes e metas necessárias para conquistar o seu objetivo.

Gostou desse artigo? Deixe sua opinião abaixo.